Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<

 

Um sucesso. Foi assim a palestra da juíza Sônia Moroso Terres na abertura da Semana de Direito da Universidade Nilton Lins, na noite desta quinta-feira, 21.08, no auditório Nina Lins e que reuniu mais de 500 estudantes e professores da área do Direito. A convite do Procurador Geral de Justiça Francisco Cruz, Sônia veio ao Amazonas, divulgar o projeto JUSTIÇA: DIREITO DE TODOS que pretende recolher assinaturas pelo país e aprovar um projeto de lei que proteja as vítimas de crimes no Brasil. O evento foi aberto oficialmente pela Reitora da Universidade, em exercício, Karla Pedrosa e pelo PGJ. "O resgate da cidadania passa pelo reconhecimento da necessidade de se fazer justiça. Esse projeto já nasceu vitorioso e o Ministério Público do Amazonas está honrado em poder ajudar", disse Francisco Cruz durante o discurso.

 

Na apresentação do projeto, Sônia Moroso Terres, enfatizou a importância do amor nas relações e disse ter sido esse o princípio que a levou a estruturar a ideia. A juíza tem um vasto currículo e dentre as atuações, está sua participação efetiva no combate à violência contra a mulher, além da criança e ao adolescente.

"Apesar de fazer parte da nossa constituição, o direito das vítimas não é contemplado. Quem comete crimes, é sustentado pelo governo, fica num presídio com alimentação, apoio psicológico e a família desse preso ainda recebe uma auxílio-reclusão. Nenhum integrante dos Direitos Humanos bate na porta da casa de quem teve a dignidade roubada por um crime, seja assalto, estupro, assassinato, para perguntar do que a família precisa. É um sistema injusto. Estamos tentando mudar isso", disse a juíza da comarca de Itajaí, em Santa Catarina.

Para conseguir que o projeto seja apreciado, é necessário o maior número possível de assinaturas. Postos de coleta estão concentrados em pontos estratégicos da cidade com esse objetivo. Nesta sexta-feira, 22, e na segunda, 25 de agosto, haverá coleta no Fórum Henoch Reis, no hall da sede do MP-AM e nas universidades e faculdades que possuem o curso de Direito, parceiras da iniciativa. A ação em Manaus está sendo coordenada apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do Ministério Público (CEAF).

 

 

Outras informações e detalhes do projeto podem ser encontrados no site www.soniamorosoterres.com.br

.: voltar :.