Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<

SANTA CATARINA - MPSC recebe moção de agradecimento e reconhecimento da Câmara Municipal de São José

O Grupo Permanente em Defesa das Pessoas em Situação de Rua do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) recebeu moção de reconhecimento e agradecimento da Câmara Municipal de São José. A moção foi aprovada em razão do trabalho realizado junto aos moradores de rua do município em parceria com a Prefeitura Municipal de São José e a Secretaria de Estado de Segurança Pública.

 

Na moção, os vereadores destacaram a força-tarefa realizada no dia 15 de agosto, próxima ao viaduto da Avenida Josué di Bernardi. A ação coordenada pelo Promotor de Justiça Daniel Paladino abordou pessoas em situação de vulnerabilidade social e dependentes químicos. O objetivo foi de resgatar a dignidade dessas pessoas, com assistência médica e social.

Durante a ação, o Instituto Geral de Perícias fez coleta de digitais e fotografias para incluir os dados no Sistema Integrado de Segurança Pública. A força-tarefa ainda removeu o lixo acumulado em torno do viaduto e fez a limpeza com equipe de capina, removendo cerca de 15 toneladas de entulho.

Para o Promotor Daniel Paladino, o reconhecimento por parte da Câmara Municipal de São José representa forte estímulo para que as ações voltadas à proteção e inclusão social das pessoas em situação de rua tenham sequência, avizinhando-se, inclusive, a sua ampliação, dado o ingresso na força tarefa de outras entidades governamentais e representativas da sociedade civil que comungam dos mesmos ideais. "Deve se destacar, ainda, que a Prefeitura da Capital, através da secretaria de assistência social, não tem medido esforços no sentido participar e contribuir ativamente no planejamento e execução das ações voltadas ao resgate da cidadania dessa população marginalizada", complementa.

Na moção, a Câmara Municipal de Vereadores de São José ainda destacou a importância do trabalho conjunto entre as instituições. Com o mapeamento dos espaços públicos e privados que necessitam intervenção e a identificação quantitativa de pessoas em situação de vulnerabilidade social, os diagnósticos poderão ser ainda mais eficientes e completos.

.: voltar :.